Notícias


Chineses vão comprar soja direto de MT e de outros cinco estados do país

Publicada em 09-04-2011


A China, maior comprador de soja do mundo, quer romper a intermediação das multinacionais norte-americanas que atuam no setor e quer investir na compra de soja diretamento dos produtores de Mato Grosso e de pelo menos outros cinco estados da Federação.

Estão previstos investimentos do segundo país mais rico do mundo em indústrias de esmagamento da oleaginosa, portos (berços de atracagem), infraestrutura, logística, silos, compra de terras.

Além de Mato Grosso, os chineses vão fincar bandeira na Bahia, Santa Catarina, Goiás, Rio Grande do Sul e Tocantins. Em resumo, o gigante asiático quer aumentar a presença na cadeia produtiva a partir do Brasil e o território mato-grossense terá papel fundamental nesta expansão.

Maior produtor de soja do Brasil, Mato Grosso pode ser alvo dos investimentos para aquisição de áreas e na compra de direto da soja.

Para se ter uma noção da "volúpia" dos chineses, somente em Goiás os ivnestimentos previstos são da ordem de R$ 12 bilhões, que serão destinados à recuperação de áreas degradadas, compra de 6 mil toneladas por ano e na melhoria da infraestrutura de escoamento do grão.

Outro exemplo da pretensão da China está em curso na Bahia, onde serão investidos R$ 4 bilhões na compra de soja e na instalação de indústrias de beneficiamento, segundo informa o jornal Folha de São Paulo, na edição de 3/04/11.