Notícias


Soja tolerante a herbicidas chega ao mercado na safra 2012/2013

Publicada em 22-10-2010


O documento foi firmado pelos três parceiros no dia 20 de outubro de 2010, em Brasília (DF). A união tem o objetivo de assegurar que o Sistema de Produção Cultivance®, nome comercial aplicado à tecnologia que envolve a soja geneticamente modificada, chegue aos produtores rurais por meio do mercado legal de sementes, maximizando o potencial produtivo das lavouras.

O vice-presidente da Unidade de Proteção de Cultivos da Basf para o Brasil, Maurício Russomanno, acredita que a sinergia entre as três entidades trará benefícios para o agronegócio. "A Basf acredita na importância de parcerias estratégicas para o desenvolvimento dos seus projetos, e o Cultivance é fruto de uma destas parcerias, já que foi desenvolvido pela Basf e Embrapa. Agora com a adição da Abrasem, acreditamos ainda mais no sucesso da tecnologia e nos benefícios gerados ao agronegócio", complementa Russomanno. Assim, acredita-se que será criado um ambiente propício para o lançamento de uma nova tecnologia para o cultivo da soja e estimular o uso de semente legal, fortalecendo o setor.

Aprovado para comercialização pela Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) no final de 2009, a soja Cultivance® terá o aval da Abrasem. O diretor-presidente da Embrapa, Pedro Arraes, ressalta que a associação terá papel fundamental para garantir que os agricultores recebam um produto de qualidade.

"A biotecnologia, aplicada de acordo com os princípios da sustentabilidade, traz resultados de suma importância para a sociedade. Permite que agricultores brasileiros tenham acesso a tecnologias avançadas, com ganhos econômicos, e sejam mais eficientes em manter a base de recursos naturais", analisa Arraes.

A Abrasem reúne as associações estaduais de produtores de sementes e entidades representativas de todo o setor de sementes do Brasil. "Acreditamos que ao nos unirmos à Basf e à Embrapa no esforço para divulgar as boas práticas para a comercialização do sistema de Produção Cultivance®, também estamos trabalhando para fortalecer o setor de sementes por meio da promoção do uso de sementes Legais, visando a garantia de renda para o agricultor brasileiro", prevê o presidente da Abrasem, Narciso Barison Neto.

A partir do acordo, as três instituições visam criar uma sinergia entre elas com o objetivo de implementar ações de fortalecimento do setor de sementes, de incentivo ao uso de sementes legais e reforço da importância do setor no cenário do agronegócio do Brasil. As sementeiras são fundamentais para maximizar os benefícios oferecidos por novas tecnologias desenvolvidas pela Basf e Embrapa.

TECNOLOGIA

O Cultivance® oferecerá aos agricultores um novo sistema de controle capaz de controlar de maneira eficaz um grande número de plantas daninhas. Os herbicidas do Sistema de Produção Cultivance® proporcionarão conveniência e flexibilidade, podendo ser usado para o controle de plantas daninhas durante as primeiras semanas de crescimento da cultura. Com uma única aplicação, o sojicultor obtém controle de longa duração de ambas – folhas largas e gramíneas -, incluindo aquelas de difícil manejo.

A parceria entre Abrasem, Embrapa e Basf é inovadora por reunir a principal entidade representativa do setor de sementes no Brasil, a principal empresa pública referência em tecnologia para a agricultura e a maior empresa química do mundo, líder em inovação tecnológica. Neste sentido, ela possui poder de ação e sensibilização de empresas de sementes e agricultores em prol da promoção de uma tecnologia brasileira inovadora e de qualidade.

40 ANOS DE ATUAÇÃO

A Associação Brasileira de Sementes e Mudas foi criada há 40 anos e engloba os produtores, obtentores, pesquisadores, técnicos e comerciantes de sementes e mudas. Em 2004, outras associações se uniram à Abrasem, e a entidade se tornou uma federação: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes (Abrates), Associação Brasileira de Obtentores de Vegetais (Braspov), Associação Brasileira do Comércio de Sementes e Mudas (Abcsem) e Associação para o Fomento à Pesquisa de Melhoramento de Forrageiras Tropicais (Unipasto).

O Sistema Abrasem registra e engloba todas as pesquisas e resultados da produção de sementes, com sua respectiva taxa de utilização por espécie e por estado. A Abrasem representa todos os segmentos do setor de sementes e mudas no Brasil – a parte inicial do ciclo de produção agrícola –, levando assistência técnica aos produtores rurais, apoiada na pesquisa e desenvolvimento de novas variedades de plantas que mais se adaptem às variadas regiões geográficas do país.

A Abrasem reúne 12 associações estaduais de produtores de sementes e mudas, 620 produtores associados, quatro mil técnicos e 15 mil vendedores, além de gerar cerca de 220 mil empregos diretos e indiretos. É uma entidade que trabalha em prol dos produtores, pela utilização de sementes de qualidade e melhor uso da tecnologia no campo.

CONHECIMENTO DECISIVO PARA NEGÓCIOS AGRÍCOLA

O conhecimento gerado pela Embrapa, desde a criação da empresa em 1973, tem sido decisivo para o negócio agrícola brasileiro e para a posição de destaque que o Brasil hoje ocupa no cenário agrícola mundial. O Brasil e a Embrapa são referências em tecnologias para a agricultura tropical.

O país é um dos líderes mundiais na produção e exportação de vários produtos agropecuários e as projeções indicam que também será, em pouco tempo, o principal pólo mundial de produção de biocombustíveis, feitos a partir de cana-de-açúcar e óleos vegetais. Graças a essa posição no cenário mundial, o país passou a influir decisiva-mente no preço e no fluxo de alimentos e outras commodities agrícolas.

A visão de futuro, o forte investimento na formação de recursos humanos e a capacidade de estar em sintonia com o avanço da ciência fazem com que a Embrapa possa contribuir para que o Brasil esteja posicionado na fronteira do conhecimento, em temas emergentes como agroenergia, créditos de carbono e biossegurança e em áreas como biotecnologia, nanotecnologia e agricultura de precisão. No caso específico da biotecnologia, a atuação da Embrapa tem sido fundamental tanto no desenvolvimento de produtos e processos quanto em planejamento e avaliação de riscos.

LÍDER EM DEFENSIVOS AGRÍCOLAS

Com vendas de € 3.646 milhões em 2009, dos quais € 838 milhões são da América Latina, a Divisão de Proteção de Cultivos da Basf é uma das líderes em defensivos agrícolas e uma forte parceira da agroindústria ao fornecer fungicidas, inseticidas e herbicidas altamente estabelecidos e inovadores. Os agricultores usam os produtos e serviços da Basf para melhorar a rentabilidade e a qualidade de suas colheitas.

Os produtos da Basf também são usados em saúde pública, controle de pragas estruturais/urbanas, plantas ornamentais e gramados, controle de vegetação e silvicultura. A Basf tem por objetivo transformar conhecimento em sucesso imediato. A Divisão de Proteção de Cultivos da Basf visa ser a empresa líder em inovações, otimizando a produção agrícola, melhorando a nutrição e, desta forma, aumentando a qualidade de vida da população mundial em constante crescimento. Mais informações podem ser obtidas no endereço www.agro.basf.com.br.

LÍDER MUNDIAL NA ÁREA DE QUÍMICA

A Basf é a empresa química líder mundial: The Chemical Company. Seu portfólio de produtos oferece desde químicos, plásticos, produtos de performance, produtos para agricultura e química fina até petróleo e gás natural. Como uma parceira confiável, cria a química para ajudar seus clientes de todas as indústrias a atingir ainda mais o sucesso.

Com seus produtos de alto valor e soluções inteligentes, a Basf tem um papel importante para encontrar respostas a desafios globais como proteção climática, eficiência energética, nutrição e mobilidade.

A Basf contabilizou vendas em mais de 50 bilhões de euros em 2009 e contava, aproximadamente, com 105.000 colaboradores no final do ano. As ações da Basf são atualmente negociadas nas bolsas de valores de Frankfurt (BAS), Londres (BFA) e Zurique (AN). Mais informações sobre a Basf estão disponíveis no endereço www.basf.com.

Fonte: Agrosoft