Notícias


Soja: China fecha em alta recorde com dados do USDA

Publicada em 15-10-2010


Os futuros da soja negociados na Bolsa de Commodities de Dalian fecharam em alta nesta segunda, dia 11, impulsionados pela estimativa do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), divulgados na última sexta, de que a produtividade da safra norte-americana será menor que o esperado inicialmente. A notícia provocou uma cobertura de fundos. O dólar enfraquecido também fez com que os investidores migrassem para as commodities. O contrato maio subiu 4%, cotado a 4.275 yuans por tonelada (6,67 yuans = US$ 1), atingindo um novo recorde de alta.

O USDA divulgou na sexta, dia 8, uma redução inesperada em sua produtividade e também em seus estoques finais, com a produtividade da soja recuando 2% e a do milho caindo 4% em relação a sua estimativa anterior. O mercado especulava que o clima seco registrados em todo meio-oeste norte-americano limitaram a produtividade da soja e do milho, mas poucos previram uma queda tão expressiva. Nos níveis previstos, analistas afirmam que o mercado não pode perder muita área plantada na próxima safra. A projeção do USDA anulou os dados baixistas da colheita da China, que estava pressionando as cotações.

Fonte: Agência do Estado
Autor: Eduardo Magossi