Notícias


Internet se destaca no agronegócio

Publicada em 14-07-2010


Por Welliton Moraes

O crescimento do interesse de consumidores com rendas relacionadas ao agronegócio pela internet pode ser constatado pela mais recente pesquisa encomendada pela Associação Brasileira de Marketing Rural e Agronegócio à Ipsos Marplan. Dos entrevistados, 20% consideram que esse é o meio mais indicado para a veiculação de mensagens publicitárias relacionadas a produtos e serviços do agronegócio.

"Em alguns segmentos como o de produtores de soja esse percentual sobe para quase 40%", destaca o diretor de mercado do Canal Rural, Nilson Moysés. O Canal Rural é um dos apoiadores da pesquisa. Para o executivo, esse dado indica como o comportamento de mídia do campo está sintonizado com o do meio urbano. Nesse cenário, a TV é citada por 64% dos participantes da pesquisa como o meio ideal para as campanhas, seguida do Rádio com 43%, Jornal com 18% e Revistas Especializadas, com 10%.

De posse desses dados, o Canal Rural, do Grupo RBS, começou a fazer uma série de 50 roads shows para mostrar a anunciantes e agências de publicidade os hábitos de mídia dessa audiência, além de reafirmar a relevância desse mercado para a economia nacional. O agronegócio brasileiro responde por 23% do Produto Interno Bruto (PIB) e movimenta algo em torno de R$ 700 bilhões por ano.

Moysés informa que o levantamento foi feito em 230 municípios de 14 Estados, com 2.450 entrevistados que decidem a compra de insumos e máquinas agrícolas. Desse total, 74% são proprietários e 16% administradores. O Canal Rural é citado por 92% da comunidade rural e 89% dos produtores como o veículo que melhor representa o setor. "Quando perguntado quais os canais assistidos nos últimos sete dias, aparecemos na quinta posição, atrás das emissoras abertas Globo, SBT, Record e Bandeirantes e na frente de todos os outros canais por assinatura e segmentados", grifa.

Fonte: mmonline