Notícias


Investimentos Agropecuários

Publicada em 25-07-2007


Setor foi o que mais teve liberações do BNDES em Mato Grosso

Entre os setores econômicos de Mato Grosso que registraram aumento nos desembolsos liberados pelo BNDES no primeiro semestre de 2007 está o da agropecuária. No ano passado foram R$ 222,287 milhões. Este ano, o valor saltou para R$ 246,140 milhões, o que corresponde a um incremento de 10,73% entre os períodos.

O vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Normando Corral, comenta os números divulgados pelo agente financeiro dizendo que, se eles indicam que houve crescimento nas aplicações destinadas a este setor econômico no período, isso é positivo. No entanto, sem detalhes sobre onde as aplicações foram realizadas, Corral afirma ser complicado fazer uma análise mais aprofundada.

"Diante dos valores obtidos por Mato Grosso interpretamos que o produtor se equipou mais este ano do que no primeiro semestre de 2006, mas precisamos saber se o aumento ocorreu na agricultura ou na pecuária", considera.

Outro setor que apresentou maior quantidade em investimentos no Estado, ao lado da agropecuária, foi o da indústria de transformação, que saltou de R$ 7,886 milhões no ano passado para R$ 32,263 milhões este semestre, resultando em um incremento de 310% entre os períodos, o que, na avaliação do assessor Econômico da Fiemt, Carlos Vitor Timo, é um exemplo da armadilha estatística.

Ele destaca que os investimentos neste setor foram puxados por empreendimentos para a geração de energia elétrica e que estão em evidência no Estado. "O aumento no número de Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) na região pode ser usado para explicar os dados apresentados pelo BNDES, uma vez que já sabemos que várias usinas deste porte foram inauguradas na região e devem ser usadas ainda mais para a produção energética", diz ao afirmar que os aumentos são reflexo da retomada econômica no Estado nos últimos meses de 2007.

Fonte: A Gazeta MT