Notícias


SFA/MS alerta sobre regras para cultivo de milho transgênico

Publicada em 16-06-2009


As regras foram publicadas na Resolução Normativa CTNBio Nº 4, de 16 de agosto de 2007, regulamentando as distâncias mínimas entre cultivos comerciais de milho geneticamente modificado e milho convencional, visando harmonizar a coexistência dos sistemas de produção.

A legislação vigente, permite cultivos de milho com sistemas de produção diferentes, em áreas vizinhas, obedecendo distância igual ou superior a 100 (cem) metros ou, alternativamente, 20 (vinte) metros, desde que o produtor plante uma bordadura com no mínimo, 10 (dez) fileiras de milho convencional de porte e ciclo vegetativo similar ou igual ao milho BT (geneticamente modificado). Essa é a regra básica que permite a coexistência dos sistemas, ou seja: A distância mínima de isolamento a ser observada para o cultivo de milho geneticamente modificado.

As cultivares de milho e linhagens geneticamente modificados, BT 11, Guardian e BTCry1F507, que propiciam resistência ao ataque de lagartas (lepidóptera), inscritos no Registro Nacional de Cultivares (RNC/MAPA), estão devidamente autorizadas para plantios comerciais em todo o País.

Fonte: MS Notícias