Notícias


Soja Inox reduz custo de produção e contribui com o meio ambiente

Publicada em 29-05-2009


Além desta inédita vantagem, o produtor rural que usar as cultivares TMG 801 e TMG 803, terá redução de custo de produção e ainda contribuirá com o meio ambiente.
    
Pesquisadores da Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso, Fundação MT, e da Tropical Melhoramento Genético, TMG, responsáveis pelo desenvolvimento da tecnologia Inox explicam que se usadas adequadamente, a soja Inox agrega muitos valores para a área ambiental e econômica.        
“Além da maior tranqüilidade e segurança no controle da ferrugem, o produtor que plantar a soja Inox irá economizar no mínimo uma aplicação de fungicida por hectare (custo do produto mais o custo da aplicação)”, aponta Sérgio Suzuki, pesquisador da Fundação MT.
    
Suzuki explica que a aplicação deverá ser feita para evitar o ataque de outras doenças fúngicas da soja e que devem continuar sendo controladas com o uso de fungicidas (a mancha alvo é um exemplo dessas doenças).
    
A recomendação dos pesquisadores é que seja feita no mínimo uma aplicação de fungicidas na soja Inox. Comparada às outras safras, em que os produtores rurais chegaram a fazer até quatro aplicações, a soja Inox gerará uma economia aos produtores mato-grossenses de mais de US$ 100 milhões somente em fungicidas.
    
E o meio ambiente também ganha com a tecnologia Inox. A diminuição do uso de agroquímicos no processo produtivo trará menor impacto ambiental. “Com a soja Inox, produtor e meio ambiente ganham”, destaca Hugo de Carvalho Ribeiro, presidente da Fundação MT.

Fonte: 24 Horas News