Notícias


Começou o 5° Congresso Brasileiro de Soja, em Goiânia

Publicada em 21-05-2009


Goiás é o 4º maior produtor de soja do país, com 6,7 milhões de grãos na safra 2009. A cultura é responsável por 53% das exportações no agronegócio goiano. Esses números atraíram, pela primeira vez, à capital do Estado o Congresso Brasileiro de Soja. Até sexta-feira, mil e setecentos participantes de todo o país assistirão a palestras e cursos. Também ajudarão a definir diretrizes para a política do setor.

Profissionais e representantes de empresas participam do congresso interessados, sobretudo, no lançamento de uma nova cultivar de soja mais resistente à ferrugem asiática, doença mais devastadora da cultura.

De acordo com o Ministério da Agricultura, a ferrugem custa ao produtor rural cerca de dois bilhões de dólares por safra. Um preço muito alto a pagar pelo país que é o segundo maior exportador mundial de soja.

Um vídeo mostrou detalhes da pesquisa da Embrapa, que durou 13 anos. A variedade desenvolvida é a BRSGO-750, de ciclo precoce, ideal para o cultivo da safrinha nos solos de Goiás, Distrito Federal, Minas Gerais e norte de São Paulo.

Um dos pesquisadores responsáveis explicou que a variedade mais resistente não elimina a necessidade do manejo correto contra a ferrugem. “É muito importante que se mantenham as outras práticas agrícolas, como o vazio sanitário e a aplicação de fungicida no momento adequado”, disse Odilon Lemos, agrônomo da Embrapa.

A nova cultivar estará disponível para o plantio a partir da safra 2010/2011.

Fonte: Globo Rural