Notícias


Abag vê boa demanda por soja com impulso da China

Publicada em 26-03-2009


A Associação Brasileira de Agribusiness (Abag) estima que a demanda por soja brasileira vai se manter em níveis elevados, com impulso da maior compradora, a China.

"A China está importando uma loucura. Está importando 37 milhões de t de soja este ano, além das mais de 16 milhões de t que ela produz", afirmou Carlo Lovatelli, presidente da entidade.

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) estima que a China comprará 36 milhões de t de soja na safra 2008/09, ante 37,8 milhões de t no período anterior.

"As exportações de soja do Brasil estão indo bem, em termos de volumes. E em reais, estão iguais às do ano passado. A nível de dólar, está 15 %a 20% abaixo", acrescentou Lovatelli.

No ano passado, as exportações do Brasil atingiram volumes próximos do recorde, segundo a Abiove. Ficaram em 24,5 milhões de t, ante o pico de 24,7 milhões, atingido em 2007.

O custo menor dos insumos, atrelada à queda dos preços da soja antes os recordes de 2008, vai requerer um volume menor de recursos para o plantio da próxima safra de grãos do Brasil, disse o dirigente.

"Não precisa de tanto dinheiro quanto precisava no ano passado para um mesmo volume (de produção), então dá pra tocar para a frente", afirmou Lovatelli, estimando recuperação do crédito em tempo relativamente rápido, de 6 meses a 1 ano, no máximo.

Fonte: Invertiva