Notícias


Regiões produtoras de soja registram desenvolvimento avançado das plantações

Publicada em 04-02-2009


Apesar do Brasil ter tido um período de semeadura confuso, misturando chuvas em excesso em alguns Estados e atraso nas precipitações em outros, na média as lavouras de soja da safra 2008/2009 se encontram levemente adiantadas em relação ao normal e também sobre igual período do ano passado. Dessa forma, haverá maior volume geral de entrada de produto no mercado durante este mês de fevereiro.

– O perfil desta safra se apresenta um pouco diferente do último ano, que nesta época tinha percentuais menores de lavouras  em fase final de ciclo. É bem verdade que pelo levantamento realizado por Safras & Mercado até o dia 30 de janeiro, observamos que tínhamos ainda 22% das
lavouras de soja em fase de desenvolvimento vegetativo, contra 17% em igual momento de 2008 e contra 21% da média de cinco anos – coloca o analista Flávio França Júnior.

– Na seqüência, temos 31% das lavouras em fase de floração, contra 35% no ano passado e 34% da média normal. Em seguida, temos 34% da área em fase de frutificação, ou formação de grão, contra 42% do ano anterior e 37% da média – completa.

– Estes números nos remetem a um fato importante: que as boas condições de umidade predominantes em boa parte da região produtora estão atingindo agora 65% das lavouras nos estágios mais críticos na necessidade de umidade, que são a floração e frutificação. Lembrando que a média normal é de 71%. Apesar de inferior aos 77% do ano que passou, esse é um indicador importante para o desempenho esperado nesta nova safra e que possa impedir o
agravamento das perdas nesta temporada – acrescenta.
  
Os problemas maiores estão concentrados em 13% das lavouras, que entraram em fase de maturação, pré-colheita e colheita, e que estão bem acima dos 6% no mesmo momento de 2008 e dos 7% da média normal.

Brasil já colheu 2% da área plantada nesta safra
 
Ainda são tímidos os primeiros movimentos registrados para a colheita no país. De acordo com acompanhamento preliminar da Safras & Mercado, apenas 2% da área projetada desta nova safra havia sido colhida até este final de semana, contra 1% em igual momento do ano que passou e contra 1,4% da média para os últimos cinco anos.

Até a semana encerrada em 30 de janeiro os registros apontavam colheita de 2% no Paraná, 5% em Mato Grosso e de 1% em Goiás. Os primeiros resultados obtidos têm sido muito fracos no Paraná, de razoáveis a bons no Mato Grosso e positivos em Goiás, e o volume só não foi ainda maior porque o período foi marcadamente chuvoso na região Centro-Oeste, considerando que nesses Estados já existe bom volume de produto pronto para ser colhido.

Fonte: Canal Rural