Notícias


Presidente da Conab afirma que preço pago pelo trigo pode ser atualizado em 2009

Publicada em 03-09-2008


O presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Wagner Rossi, afirmou em entrevista ao programa Mercado e Companhia, do Canal Rural, desta terça, dia 2, que o governo vai continuar a política de aquisição direta do trigo como forma de garantir que o produtor não perca dinheiro depois da colheita. Ele adiantou ainda que a companhia pretende atualizar o preço pago pela tonelada dos grãos a partir de 2009.
Ele ressaltou que o grão é o único em que o país não é auto-suficiente, razão pela qual o ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, elaborou um pacote de apoio à triticultura. De acordo com ele, a companhia seguirá garantindo um preço mínimo pago ao produtor, hoje em R$ 480 a tonelada, mas ressaltou que a Conab tem propostas de atualização dos preços a partir de março de 2009.

Com relação ao armazenamento dos grãos produzidos no Brasil, Rossi afirmou que o Brasil não tem déficit, tendo em vista que a produção nacional é de 143 milhões de toneladas, enquanto a capacidade estática da Conab é de 125 milhões de toneladas. Isso permitiria que praticamente toda a safra de grãos brasileira fosse armazenada, o que não ocorre. Do restante, a maior parte é exportada, como a soja, ou direcionada ao consumo interno, como o milho e o próprio trigo.

Consumo

Para a safra 2008/09, a Conab estima uma produção de 5,4 milhões de toneladas de trigo, crescimento de 41,9% em relação ao ciclo anterior. Essa estimativa assegurará 50% do consumo interno. O Paraná é o maior estado produtor, seguido pelo Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. A colheita no país começou neste mês e deve seguir até dezembro, de acordo com a região.

Canal Rural