Notícias


Sobre preço das sementes

Publicada em 01-09-2008


É hora de ensacar as sementes para entregar ao produtor e a preparação para a próxima safra está intensa. O plantio começa em poucos dias.

A Coopavel, cooperativa dos agricultores de Cascavel, no oeste do Paraná, planeja entregar 6 mil toneladas de sementes de soja e 500 toneladas de sementes milho, uma quantidade 12% maior de que no ano passado.

A maior parte já tem dono. Sessenta por cento das sementes de soja e 80% das de milho foram vendidas. São de produtores que se anteciparam para tentar escapar da alta nos preços. O quilo da semente de soja precoce, a mais vendida, custa agora 1,90 real, alta de 26% em relação a agosto do ano passado. A saca de semente de milho precoce sai por 250 reais, alta no mesmo período de 15%. “A gente verificou que passou. A gente verificou um aumento na soja a nível mundial e por isso que tivemos esse aumento na semente”, explica Sérgio Dalla Costa, gerente de vendas.

Os agrotóxicos também subiram em média 15%. O que disparou foi o herbicida glifosato, 64% a mais. “É um ano que a gente tem falado para o produtor que tem que trabalhar com um pouco mais de cautela, menos euforia, mas não deixar de investir em tecnologia porque isso vai refletir lá na colheita dele”, diz Genésio Bortoli, gerente de vendas.

Quem comprou mais cedo conseguiu economizar. Foi o caso de Marinho Sossela. Ele planejou a safra de verão meses antes. Ele adquiriu no começo do ano tudo o que precisava para semear a lavoura em setembro. Não fosse a antecipação, teria gasto em média 300 reais a mais por hectare. “Não imaginava que de janeiro a março e de março a agosto ele dobrasse de preço. Isso na historia do plantio só quando a inflação era muito alta e que tinha o dólar muito caro. Pra você ver, o dólar cada vez mais baixo e o adubo cada vez mais caro, então explica que eles tiveram um acréscimo na venda por tonelada e não culpando o dólar que está cada vez mais baixo”, diz o agricultor.

Segundo a Associação Brasileira de Sementes e Mudas, as vendas para esta safra cresceram 12%.