Notícias


Cresce a participação do Brasil no comércio mundial do agronegócio

Publicada em 14-08-2008


O comércio mundial do agronegócio cresceu 57% entre os anos de 1997 e 2006. Nesse período, o valor exportado em todo o mundo subiu de US$ 388,6 para US$ 609,8 bilhões. Em igual intervalo, a participação do Brasil nesse mercado subiu dois pontos percentuais, passando para 6,9%. A média de crescimento das exportações brasileiras do agronegócio no período foi de 9,6% ao ano.

Os dados fazem parte do estudo Intercâmbio Comercial do Agronegócio - Principais Mercados de Destino, organizado pela Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SRI/Mapa), lançado nesta quinta-feira (14).

Em 2007, as exportações do agronegócio brasileiro atingiram a cifra de US$ 58,4 bilhões, valor 2,5 vezes maior que o registrado há dez anos, quando o Brasil exportou US$ 23,4 bilhões. Esse crescimento, no entanto, não foi regular devido às oscilações dos preços internacionais das commodities.

A evolução do valor das exportações do agronegócio brasileiro apresenta dois períodos distintos. O primeiro vai de 1997 a 2000 e se caracteriza pela queda de 12% das exportações, influenciada pela redução acumulada de 22,5% nos preços.

De 2001 a 2007, o crescimento do valor exportado torna-se contínuo. Até 2002, esse incremento é moderado por conta dos preços ainda baixos. Só no ano seguinte, com a conjugação de preços mais elevados e o aumento da quantidade exportada, é que a curva de crescimento das exportações se acentua.

Preço x quantidade - A relação entre preço e quantidade ajuda a explicar melhor o comportamento das exportações do agronegócio brasileiro entre 1997 e 2007. A queda das exportações, registrada de 1997 a 2000, foi determinada pela redução dos preços de 8,2% ao ano, ainda que a quantidade exportada tenha crescido a uma média de 4,4% nesse período.

Em 2001, o valor das exportações começa a subir por conta do grande aumento da quantidade exportada. Mas é em 2003 que as exportações iniciam uma subida acelerada pelo crescimento dos preços a uma taxa anual de 10%, com o incremento da quantidade exportada de 4,4% ao ano. Entre 2000 e 2004, a quantidade exportada cresceu a uma taxa anual de 16,8%, índice que caiu para 4,4% entre 2004 e 2007.

Nos últimos três anos o crescimento anual de 14% no valor das exportações do agronegócio é conseqüência, principalmente, do incremento de 68% dos preços, no período, e menos pelo aumento da quantidade exportada, 32%.

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento