Notícias


Busca por maiores ofertas

Publicada em 15-06-2007


Produtores de MT querem aumento quantitativo de milho nos leilões da Conab

A deflação do prêmio no leilão de milho da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), nesta quinta-feira (14.06), em Mato Grosso – o leilão abriu com a saca de milho cotada a R$ 3,72 e fechou a R$ 1,03 – provocou a reivindicação de um aumento ainda maior na oferta do produto por parte da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) e da Associação de Produtores de Soja (Aprosoja).

O próximo leilão, em 21 de junho, já terá uma oferta de 200 mil toneladas, ao invés de 120 mil/t da primeira operação. Mesmo assim, de acordo com o coordenador do Centro de Comercialização de Grãos da Federação (CentroGrãos), João Birkan, este volume não será suficiente para atender os produtores mato-grossenses. “Pelo leilão de hoje (5ª feira) onde houve uma deflação muito grande do preço, deu pra notar que mesmo 200 mil toneladas não serão suficientes para atender os prdoutores do estado que percisam escoar o produto. O ideal seria mais do que o dobro, 500 mil toneladas”, estima Birkan.

De acordo com a superintendente de Operações da Conab, Mônica Avelar Antunes Neto, o volume total de 2 milhões de toneladas de milho ofertados nos leilões da Conab foi definido com representantes da maioria dos estados no início desta semana e, agora, a solicitação de aumento deve ser encaminhada na próxima reunião que está agendada no mês de julho. “Só o ministério pode analisar esta questão antes desta nova reunião no mês que vem”, explica.

A Conab, Famato, as associações de produtores de soja (Aprosoja) e de algodão (Ampa) e corretores de cereais do estado participaram de uma reunião, nesta quinta-feira, no auditório da Federação, em Cuiabá, onde Mônica Antunes e o superintendente de Gestão de Oferta da Conab, Paulo Morceli, falaram sobre o mercado de milho no país e no mundo e repassaram orientações sobre as principais exigências para o produtor que pretende participar dos leilões da companhia.

Fonte: Famato