Notícias


Conab confirma safra recorde

Publicada em 11-06-2007


Com crescimento de 8,1%, houve produção de 130,6 mi de toneladas de grãos

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) confirmou a safra recorde de 130,6 milhões de toneladas (t) de grãos para o período 2006/07. O desempenho representa um crescimento de 8,1% na oferta, mesmo com a redução da área plantada. De acordo com a entidade, foram 46,07 milhões de hectares (ha) cultivados no período atual, 2,7% a menos do que na safra passada (05/06). "O clima e a produtividade foram os responsáveis pelo aumento da produção, mesmo com uma área plantada menor", disse Jacinto Ferreira, presidente da Conab.

A principal novidade dos números divulgados pela Conab foi a estimativa para a safra 07/08 de trigo. O Brasil reduzirá sua dependência das importações, pois produzirá 3,84 milhões de toneladas, um crescimento de 71,8% sobre a colheita da safra anterior, quando foram produzidas 2,23 milhões de toneladas. "O aumento da produção se deve ao aumento da área plantada, mas principalmente, à recuperação da produtividade, que voltará a ser semelhante à média dos últimos cinco anos", disse Ferreira. Ele lembrou que a estimativa sobre a safra de trigo não está incluída nos 130,6 milhões de toneladas previstos para a safra 06/07.

A soja, principal commodity do Brasil, ocupou uma área de 20,65 milhões de hectares, uma queda de 7,1% em relação à safra passada, mas um pequeno aumento de 0,1% ante a previsão realizada no mês de maio. A produção da oleaginosa foi estimada para esta safra em 58,02 milhões de toneladas, um aumento de 0,8% ante relatório anterior e 8,6% maior do que a safra passada. Segundo a Conab, apesar da redução em área, as boas condições climáticas e o aumento da produtividade média no País, de 2.403 kg/hectare para 2.809 kg/ha, foram os responsáveis pela oferta maior do grão.

No caso da safra de milho, a Conab prevê uma produção de 50,65 milhões de toneladas, uma queda de 0,8% em relação a maio, porém um crescimento de 19,2% sobre a safra anterior. A área plantada com o grão deverá ocupar 13,85 milhões de hectares, 2% a mais do que o previsto em maio e 6,9% superior do que a safra 2005/06.

A colheita da primeira safra de milho foi estimada em 36,72 milhões de toneladas, 0,7% a menos do que previsto em maio e 15 5% maior do que a safra anterior. A área da primeira safra de foi projetada em 9,48 milhões de hectares, 0,6% a mais do que maio e 1,7% menor do que a safra anterior. No caso da segunda safra, a produção será de 13,93 milhões de toneladas, 0,9% a menos do que maio, porém, 30,2% maior do que a segunda safra de 2005/06. A safrinha deverá ocupar área de 4,36 milhões de hectares, 5,2% a mais do que maio e 32% superior a 2005/06.

Fonte: Diário de Cuiabá