Notícias


Vazio sanitário para soja em Mato Grosso e Paraná começa dia 15

Publicada em 12-06-2008


A partir do próximo dia 15, agricultores de Mato Grosso não poderão plantar soja, devido a vigência do vazio sanitário, que seguirá até 15 de setembro. A determinação também abrange o Paraná.

A proibição não vale para centros de pesquisas que têm autorização do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea). Em Sorriso, maior produtor individual da cultura no país, há pelo menos seis áreas onde o cultivo poderá ser realizado, nos chamados pivôs.

A agrônoma Liliane Reis da Rocha, responsável ambiental do órgão, salienta que o instituto desenvolverá ações com intuito de verificar se os agricultores respeitarão o período. “Ele é obrigatório e não pode haver planta viva de soja. As exceções são abertas para plantios de fundações, empresas que fazem pesquisas em pivôs. Elas pediram autorização do Indea, e se cumpriram todas as determinações serão autorizadas”, declarou ao Só Notícias/Agronotícias.

Quem insistir, sem autorização, durante o vazio sanitário, pode ser multado e ainda ter as lavouras destruídas. A media é adotada com objetivo de reduzir a pressão do fungo causador da ferrugem asiática. Ao todo, será válida este ano para nove Estados, cada um com calendário próprio.

Mato Grosso e Paraná são os primeiros a iniciarem. Goiás, Mato Grosso do Sul, Tocantins, São Paulo e Minas Gerais, mantêm a negativa para plantio entre 1º de julho a 30 de setembro. No Maranhão e Bahia, de 15 de setembro a 15 de outubro.

Fonte: Só Notícias