Notícias


Estado de MT registra a segunda maior produção de soja da história

Publicada em 11-06-2008


Mato Grosso registrou na safra 2007/08, encerrada em maio, a segunda maior produção de soja de sua história.

Foram 17,6 milhões de toneladas colhidas, ou 52,47 sacas por hectare, segundo o Imea (Instituto Mato-grossense de Economia Aplicada), órgão ligado à Famato (Federação da Agricultura e Pecuária de MT).

Coincidentemente, entre agosto do ano passado e abril deste ano, o Deter, sistema de detecção em tempo real do governo federal, observou no Estado o maior índice de desmatamento da Amazônia nos últimos oito meses: 794 km².

O Imea nega que o resultado tenha relação com o aumento do desmatamento e argumenta que a área de plantio não aumentou consideravelmente em comparação com outros anos.

Na última safra, quando foram produzidas 15,3 milhões de toneladas de soja, foram usados 5,1 milhões de hectares; desta vez, foram 5,6 milhões de hectares --aumento de 9,8% da área.

Em 2004/05, ano da maior safra registrada no Estado, foram colhidas 17,9 milhões de toneladas de soja plantada em 6,1 milhões de hectares.

Para o instituto e produtores, o resultado pode ser explicado pelo clima "excelente" e pelo aumento de investimentos em adubo, o que diminuiu problemas com ferrugem na lavoura.

O município com melhor produtividade foi Sorriso (462 km de Cuiabá): 1,9 milhão de tonelada, ou 10,25% do total.

Para o presidente da Aprosoja (Associação dos Produtores de Soja do Estado de Mato Grosso), Glauber Silveira da Silva, apesar dos dados, o Estado enfrenta agora um "momento crítico". Ele prevê produção menor na próxima safra e atribui as dificuldades aos altos preços do adubo, do frete, à dificuldade na obtenção de crédito e também à questão ambiental.

Segundo ele, o preço dos adubos aumentou 500% nos últimos três anos e o produtor, pressionado pelos ambientalistas, não conseguirá expandir as áreas para a plantação.

Fonte: Folha Online