Notícias


Produção de trigo será 35% maior na próxima safra, estima Conab

Publicada em 10-06-2008


A produção nacional de trigo da próxima safra (2008/2009) será 35% maior do que a da atual (2007/2008).

A estimativa é da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), que calcula uma colheita de 5,2 milhões de toneladas do produto. Nesta safra, foram colhidas 3,8 milhões de toneladas de trigo, representando apenas 37% do consumo anual de 10,25 milhões de toneladas. O consumo do próximo ano deve se manter estável, mas o país produzirá mais de 50% do que demanda.

Para realizar o estudo, técnicos da Conab consultaram 1.053 representantes de cooperativas e órgãos públicos federais, estaduais e municipais em 350 cidades das principais regiões produtoras, entre 12 e 16 de abril.

A previsão do governo – quando o ministro da Agricultura (Mapa), Reinhold Stephanes, lançou o Plano Nacional de Trigo em meados de abril – era de crescimento de 25% da produção para a próxima safra. O coordenador-geral da Secretaria de Política Agrícola do ministério, Silvio Farnese, afirmou que os preços internacionais do produto e o pacote de incentivos do governo foram responsáveis pela superação do número estimado.

"Em 2007 os preços da tonelada de trigo estavam entre R$ 380 e R$ 400. Hoje, as estimativas são de R$ 800", disse Farnese. Segundo ele, o aumento da produção da próxima safra maior que o esperado fez com que o Brasil adiantasse sua intenção de atingir uma colheita de 60% do consumo interno até 2012.

"Nossa expectativa de chegar a uma produção de sete milhões de toneladas de trigo em 2012, que representará cerca de 60% do consumo, deve ser atingida já em 2010", afirmou. Farnese disse que essa é a quantidade ideal para o país, levando-se em conta os acordos com a Argentina, dentro do Mercosul, que estipulam a quantidade do produto a ser importado pelo Brasil do país vizinho.

Já o secretário executivo do ministério, Silas Brasileiro, é mais otimista. Ele disse que o ministro Reinhold Stephanes anunciará em breve o Contrigo, projeto que tem a finalidade de incentivar a auto-suficiência da produção brasileira em trigo. "Vamos produzir metade do que nós consumimos agora e creio que no próximo ano devemos avançar para 75% e, com mais um ano, nós teremos o abastecimento pleno, produzindo cerca de 11 milhões de toneladas."

O plantio de trigo é realizado no mês de maio e a colheita, entre os meses de agosto e janeiro, dependendo da região.

Fonte: Agência Brasil