Notícias


Produtores de Sorriso se antecipam e 30% da safrinha está negociada

Publicada em 04-06-2008


Com a colheita do milho sendo desenhada nas principais regiões produtoras de Mato Grosso, e realizada aos poucos, em outras, agricultores aproveitam o momento para negociar a produção antecipadamente. Em Sorriso, que destinou aproximadamente 200 mil hectares à safrinha, estima-se que pelo menos 30% estejam comercializadas.

De acordo com o presidente do Sindicato Rural, Nelson Picoli, em números, significa falar que pelo menos 4 milhões de sacas foram vendidas. A maior parte delas destinada ao mercado internacional. “Em Sorriso, a maioria do milho vendido é para as exportações, e o produtor conseguiu bom preço. A não ser os primeiros contratos fechados, no restante obtiveram entre R$14 a 16 a saca”, declarou, ao Só Notícias/Agronotícias.

Para o assistente de mercado da Rural Norte Corretora, Antônio Tonietto da Silva, o cenário mostra-se positivo ao produtor, motivado pelos bons preços da commoditie. Ele lembra que diferentes de anos anteriores, o preço da saca não deve chegar a níveis preocupantes.

"Não chegará aos patamares dos anos anteriores, de R$8 a R$9. Esse ano, em função que os Estados Unidos não estão indo bem com o plantio do milho, passarão por um período de seca, a tendência é que, na abertura de exportações do Brasil, fique na casa de R$16 a R$20", salientou.

Tonietto lembra que durante a colheita pode haver oscilação. "O que pode ocorrer é que no momento da colheita, enquanto não abrir exportação o milho permeça entre R$13 a R$15, salientou.

O milho é um dos principais produtos de base agrícola negociados junto ao mercado internacional. Nos quatro primeiros meses do ano, ficou atrás somente da soja, e movimentou mais de US$2,6 milhões.

As projeções, conforme o Sindicato Rural, é que ao final da colheita o município alcance 15 milhões de saca. Em Mato Grosso, de acordo com o último levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a produção deve ser 27% superior ao último ano. Ou seja, de 5.074 toneladas passe a 6.460,6.

A área plantada de safrinha no Estado foi de 1.639,3 hectares, 15% maior se levada em consideração o mesmo período do ano passado.

Fonte: Só Notícias