Notícias


Lula vai defender na Conferência da FAO fim de subsídios agrícolas de países ricos

Publicada em 02-06-2008


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje (2) que vai defender, durante a Conferência de Alto Nível sobre a Segurança Alimentar Mundial, da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), a retirada de subsídios agrícolas por parte de países ricos. O encontro começa amanhã (3) e tem como tema Segurança Alimentar, Mudanças Climáticas e Bioenergia.

Segundo ele, 854 milhões de pessoas dormem com fome todos os dias no mundo e é preciso que os líderes reunidos no encontro, em Roma, se mobilizem para que “as pessoas não joguem a culpa do preço dos alimentos em cima dos países pobres mais uma vez”.

“É importante que a gente comece a estabelecer uma estratégia para melhorar a produção de alimentos e, sobretudo, tirar os subsídios na agricultura dos países mais ricos, que tornam praticamente impossível ao mundo pobre vender comida à Europa, porque não tem incentivo para produzir”, disse, em seu programa de rádio semanal Café com o Presidente.

Outro tema que será abordado por Lula durante a conferência é a produção de petróleo e suas possíveis implicações no aumento dos preços dos alimentos. O custo do transporte, por exemplo, segundo o presidente, são coisas “que muita gente não quer discutir” mas que exigem uma resposta “imediata”.

Ele lembrou que a crise de alimentos já atinge países como Chile, Estados Unidos e o próprio Brasil, além de todo o continente europeu e que, diante de uma problemática mundial, o acordo da Organização Mundial do Comércio (OMC) na Rodada Doha precisa ser concluído.

“Que os países ricos abram mão dos subsídios agrícolas que dão aos seus agricultores. Que os Estados Unidos diminuam os subsídios. Aí sim, os países pobres vão se sentir motivados a produzir mais alimentos para comer e para vender.”

Fonte: Agência Brasil