Notícias


Milho apresenta a maior expansão em renda bruta em Mato Grosso

Publicada em 27-05-2008


O produto que vai apresentar o maior percentual de incremento na renda agrícola bruta é o milho, que terá uma expansão de 69,5%, passando de R$ 1,717 bilhão no ano passado para R$ 3,001 bilhões em 2008.

A valorização é motivada pela maior demanda pelo grão não só para outros setores agropecuários, como avicultura e suinocultura, mas também no mercado externo, para a produção de biocombustível.

Outro produto que registrou crescimento na receita foi o arroz. A projeção é que a renda bruta seja aumentada em 21,6%, saltando de R$ 313,233 milhões em 2007 para R$ 380,912 milhões este ano.

Já a cana-de-açúcar vai apresentar um crescimento tímido. No ano passado a renda foi de R$ 575,719 milhões e este ano a previsão é que atinja R$ 585,064 milhões, alta de apenas 1,6%, na variação anual.

O diretor executivo do Sindicato das Indústrias Sucroalcooleiras de Mato Grosso (Sindalcool-MT), Jorge dos Santos afirma que os números para o setor não serão os apontados pelo estudo do ministério, já que a tonelada do produtor foi desvalorizada, o que deve acarretar em menor renda para os produtores.

"Em abril do ano passado a tonelada da cana foi vendida por R$ 42 e no mesmo período deste ano baixou para R$ 36", diz ao revelar que outros fatores como a produtividade devem influenciar também nos preços.

Santos afirma que a região Centro-Sul, que abrange os Estados do Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Minas Gerais e Goiás, a produtividade da agroindústria da cana para o mês de abril seguia uma média de 78% e este ano baixou para 50%, devido a fatores climáticos, como excesso de chuva.

"Isso levou a uma revisão na estimativa de produção. Devemos moer 14,8 milhões de toneladas baixa de 4,5% em relação à projeção inicial que era de 15,5 milhões/t".

Fonte: A Gazeta