Notícias


Lavouras de milho apresentam alta de 14,2% na área cultivada

Publicada em 09-05-2008


Além da soja, outro produto que obteve aumento na produção nesta safra é o milho, que deve registrar 7,251 milhões de toneladas contra 5,864 milhões (t) na safra 2006/2007, aumento de 23,6%, o maior percentual de todos os produtos mato-grossenses.

A área do grão terá um incremento de 14,2%, passando de 1,592 milhão de hectares na safra passada para 1,817 milhão (ha) na atual. O presidente da Famato, Rui Otoni Prado, explica que o aumento, verificado principalmente na segunda safra do produto, é motivada pelo crescimento na demanda mundial.

"Depois que os Estados unidos anunciaram que vão produzir etanol a partir do milho, o produtor que não via liquidez, ou seja, vantagem em exportar o produto, passou a se estimular com a possibilidade de um ganho maior com a venda externa", afirma ao explicar que o uso do milho e da soja para a produção de biocombustível não vai afetar a produção e oferta de alimentos, já que pelo menos no Brasil, apenas 1% do volume produzido é destinado para esta finalidade.

Outra cultura com variação positiva é a do algodão em caroço, porém com aumento tímido sobre o número do ano anterior. A produção deve crescer apenas 1,9%, indo de 2,008 milhões de (t) para 2,045 milhões (t) na safra 2007/2008. A área teve uma redução de 0,03%, baixando de 542 mil ha na safra 2006/2007 para 541,8 ha no plantio atual.

O arroz continua registrando queda na produção. A previsão da Conab é que sejam produzidas 675,6 mil (t) ante 734,4 mil na safra anterior, uma redução de 8%. "Isso ocorre porque o arroz é produzido em áreas novas e em Mato Grosso não está havendo abertura de novas terras", completa Prado.

Fonte: A Gazeta