Notícias


Mais recursos para investimentos

Publicada em 25-05-2007


Assistência técnica garante R$ 168 mi no Plano Safra 2007/2008

A Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) no País terá um grande reforço de recursos financeiros na safra 2007/2008, que inicia em julho. Com a autorização na Lei Orçamentária de 2007 para uma suplementação da ordem de R$ 100 milhões, no total serão R$ 168 milhões em recursos, garantindo, assim, que todos os agricultores familiares que utilizarem o crédito do Pronaf para investimento sejam atendidos pela assistência técnica.

Com esse valor, a meta será atender mais de um milhão de agricultores familiares e capacitar oito mil técnicos. Esta e outras medidas para o Plano Safra 2007/2008 foram anunciadas na última quarta-feira (23) pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em cerimônia realizada em Brasília, com a presença do ministro do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel, e do ministro da Secretaria Geral da Presidência, Luiz Dulci.

Segundo o diretor do Departamento de Assistência Técnica e Extensão Rural (Dater), da Secretaria de Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário (SAF/MDA), Argileu Martins da Silva, esse aumento dos recursos para aATER vai permitir, entre outras ações, uma ampliação no atendimento ao agricultor, possibilitando que todos os projetos de investimento tenham assistência gratuita. Nossa proposta é levar mais conhecimento, mobilizar e capacitar instituições para atuar na pobreza rural, para gerar mais renda ao agricultor e, principalmente, promover mais qualificação do crédito rural, observa Silva.

De 2003 a 2006, a assistência técnica teve um aumento significativo de recursos, totalizando ao final dos quatro últimos anos R$ 281 milhões, 838 convênios e contratos  normalizados, representando 2,8 milhões de agricultores atendidos.

O diretor do Dater destaca alguns dos objetivos para a ATER no Plano Safra 2007/2008, como a universalização dos serviços para os beneficiários de crédito do Pronaf em investimento; o maior acesso às informações das políticas do MDA para a agricultura familiar; a formação (qualificação) dos agentes de assistência técnica e extensão rural; a qualificação das ações do Plano Safra; e a atuação da ATER nas cadeias produtivas da agricultura familiar e nos processos de beneficiamento e comercialização da produção, entre outros.

O Dater é área integrante da SAF/MDA e tem, entre suas atribuições, contribuir para a formulação da política agrícola no que se refere à assistência técnica e extensão rural; coordenar esses serviços no País; e formular, coordenar e implementar as políticas de assistência técnica e extensão rural, capacitação e profissionalização de agricultores familiares.

Além disso, cabe ao Dater a coordenação do Sistema Brasileiro de Assistência Técnica e Extensão Rural (Sibrater), que terá a função de dialogar com as diferentes organizações que fazem o trabalho de assistência técnica e extensão rural para discussão, operacionalização, implementação e monitoramento da Política Nacional de Ater (Pnater). As informações partem da Assessoria de Imprensa do Ministério do Desenvolvimento Agrário.

Fonte: Infoagro