Notícias


Paraná e Bahia terão vazio sanitário da soja em 2008

Publicada em 12-04-2008


Pesquisadores da Embrapa - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, vinculada ao Ministério da Agricultura, alertam os produtores a tomar cuidados redobrados na colheita de soja para reduzir a perda de grãos que, além do desperdício, vai exigir mais esforços para eliminar as plantas de soja remanescentes.

É que, a partir de 2008, sobe para nove o número de estados brasileiros com adesão ao vazio sanitário, período de proibição do cultivo de soja no campo durante a entressafra (veja quadro abaixo). Os estados de Mato Grosso, Goiás, Mato Grosso do Sul, Tocantins, São Paulo, Minas Gerais, Maranhão, Bahia e Paraná aderiram ao vazio sanitário, uma novidade em 2008 nos dois últimos.

– O vazio sanitário é uma estratégia adicional no manejo da ferrugem asiática da soja, que objetiva reduzir a quantidade de esporos do fungo causador da praga no ambiente e, dessa forma, inibir o ataque precoce à soja durante a safra – explica a pesquisadora Claudine Seixas, da Embrapa Soja.

Manejo de soja voluntária

Como o produtor precisa eliminar as plantas voluntárias de soja (plantas originárias dos grãos caídos no solo) durante o vazio sanitário, o ideal é caprichar no manejo pós-colheita com a utilização de herbicidas recomendados e, em alguns casos, optar pelo controle mecânico ou capina manual.

– Um dos produtos mais usados na dessecação é o glifosato, mas os produtores que semearam soja RR precisam buscar herbicidas alternativos a esse para controlar a soja voluntária – explica o pesquisador Fernando Adegas, da Embrapa Soja.

Além disso, ele orienta o produtor que não semear trigo ou milho, na sucessão da soja, a optar por culturas de cobertura, respeitando as características de cada região.

– O importante é não deixar o solo em pousio, pois uma área sem cultura estabelecida facilita o desenvolvimento de plantas daninhas ou mesmo da soja voluntária – recomenda.

Períodos de vazio sanitário para soja no Brasil:
 
MT – 15 de junho a 15 de setembro
GO – 1º de julho a 30 de setembro
MS – 1º de julho a 30 de setembro
TO – 1º de julho a 30 de setembro
SP – 1º de julho a 30 de setembro
MG – 1º de julho a 30 de setembro
MA – 15 de agosto a 15 de outubro
PR – 15 de junho a 15 de setembro
BA – 15 de agosto a 15 de outubro

Da Embrapa