Notícias


Alta da soja faz biodiesel subir 44% em leilão da ANP

Publicada em 11-04-2008


A alta da soja no mercado internacional foi a principal responsável pela elevação de 44% no preço médio do biodiesel leiloado pela ANP (Agência Nacional do Petróleo), nesta quinta-feira. O litro do combustível foi vendido, em média, por R$ 2,691, ante R$ 1,860 constatados no leilão anterior. Os 264 milhões de litros do combustível vendidos no leilão têm, em 80% dos casos, a soja como matéria-prima.

"O principal fator desse leilão foram as matérias-primas. Elas pressionaram bastante. O custo da matéria-prima corresponde a 80% do total do biodiesel", afirmou o superintendente de abastecimento da ANP, Édson Silva

A ANP vai leiloar mais 66 milhões de litros nesta sexta-feira. O volume leiloado nos dois certames será destinado a cobrir a demanda do mercado nacional entre julho e setembro. Esse combustível já conta com adição de 3% de biodiesel ao diesel.

Édson Silva, considerou que o leilão atendeu às expectativas traçadas pela agência. Ele explicou que o preço-teto do leilão foi elevado para R$ 2,804 --no leilão anterior, tinha sido de R$ 2,40-- para tentar atrair mais vendedores, já que muitos achavam que o preço dos leilões estava baixo. Alguns produtores chegaram a reclamar do preço-teto deste leilão.

"Empreendemos características diferenciadas para este leilão e conseguimos aumentar o número de empresas ofertantes. Limitamos o número de ofertas e criamos uma banda de variação, para evitar grandes distorções", afirmou.

Ao todo, 19 unidades, pertencentes a 16 empresas, venderam biodiesel no leilão. No anterior, 14 unidades, de 11 empresas, haviam participado. O deságio médio deste leilão foi de 4%. No anterior, havia chegado a 22%. Ao todo, o leilão movimentou R$ 710 milhões.

Para atender à demanda do quarto trimestre, a ANP deverá fazer mais dois leilões de biodiesel, entre julho e setembro.

Fonte: Folha Online