Notícias


Mato Grosso já exportou US$ 706 milhões em 2008

Publicada em 20-03-2008


O ano começou bem para o comércio exterior de Mato Grosso, e as perspectivas até o final do ano são muito boas de acordo com a análise de especialistas. Somente nos dois primeiros meses do ano, o Estado já acumulou US$ 706,28 milhões nas vendas externas, valor 40,7% maior do que os US$ 502,07 milhões acumulados no primeiro bimestre de 2007.

Os dados de exportação do Estado foram divulgados nesta quinta-feira (20), durante uma coletiva de imprensa realizada em parceria entre a Secretaria de Indústria, Comércio, Minas e Energia (Sicme) e Federação das Indústrias no Estado de Grosso (Fiemt).

Entre os produtos de destaque na pauta de exportação mato-grossense, o complexo soja (grãos, farelo, óleo e lecitina) continua liderando as vendas do Estado, com 47,75% de participação. As exportações desse produto totalizaram US$ 337,26 milhões, registrando um aumento de 27,4% em relação ao ano anterior.

O valor exportado de soja-grãos subiu para US$ 187,19 milhões, contra US$ 152,45 milhões em 2007, que representam um aumento de 22,8%. “Apesar da redução de 26,8 % na quantidade física exportada, as exportações da soja em grãos registraram um significativo aumento em função da forte elevação de 66,5% no preço externo do produto, no período”, explica o gestor de Comércio Exterior da Sicme, Paulo Henrique Coelho Ribeiro da Cruz.

O óleo de soja foi um dos destaques desse período. O produto registrou aumento de 270% em relação ao primeiro bimestre do ano passado. Para o presidente da Fiemt, Mauro Mendes, este índice sinaliza que o Estado já está industrializando sua matéria-prima, devido à política de atração de investimentos adotada pelo Governo do Estado, que culminou na atração de várias indústrias de esmagamento de soja. “Acredito que até 2009 o Mato Grosso terá condições de processar 100% da soja em grãos”, ressalta Mendes.

O algodão foi outro produto que apresentou bons resultados nesse período. O Estado registrou aumento de 170% nas vendas em valor e 156% em volume, com aumento de preço de apenas 5,7% no período. Atualmente Mato Grosso é responsável por 65% de algodão exportado pelo país.

Fonte: Gazeta Digital