Notícias


Liberadas pesquisa e importação de milho geneticamente modificado

Publicada em 12-03-2008


A Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) autorizou a empresa multinacional norte-americana Monsanto a realizar estudos e a importar espécie de milho geneticamente modificado para o Brasil. O parecer foi publicado hoje (12) no Diário Oficial da União (DOU).

O plantio experimental vai avaliar a eficácia do milho no controle de pragas e ervas daninhas e a adequação do produto em questões de biossegurança. As áreas autorizadas para testes ficam nos estados de Goiás, Mato Grosso, Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo.

O milho transgênico será importado de Porto Rico e desembarcado em Brasília. Cerca de oito quilos do produto devem ser testados. A liberação para pesquisas e importação havia sido decidida em reunião ordinária da CNTBio no final do ano passado.

Em fevereiro, sob protestos, o Conselho Nacional de Biossegurança autorizou o plantio comercial de duas espécies de milho transgênico no país. Associações de pequenos produtores criticaram a decisão. Já a direção da Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho) defendeu o direito de comercializar o produto com modificações genéticas.

Fonte: Agência Brasil