Notícias


Brasil terá nove adidos agrícolas no exterior

Publicada em 31-01-2008


O Brasil terá nove adidos agrícolas nos principais países com os quais mantém relações comerciais do agronegócio. Os cargos serão criados por um decreto presidencial, cujo texto já foi encaminhado ao Planalto com as assinaturas dos ministros Paulo Bernardo (Planejamento), Reinhold Stephanes (Agricultura) e Celso Amorim (Relações Exteriores).



Os adidos irão atuar nas embaixadas e representações brasileiras para tratar principalmente das questões de defesa comercial agrícola. O ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, revelou que as embaixadas brasileiras de países como a Rússia e Japão estarão entre as nove localidades-chave para onde irão os diplomatas. Bruxelas, na Bélgica, sede da União Européia, também vai receber um representante.



A criação de adidos agrícolas brasileiros é uma reivindicação feita desde quando o ministro da Agricultura era Roberto Rodrigues, que permaneceu no cargo entre 2003 e 2006. No entanto, a definição sobre o assunto só ocorreu após o encontro entre Stephanes e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no último dia 22 de janeiro.


Fonte: Agência Estado