Notícias


Produtores lançaram projeto Soja + Verde em Bali

Publicada em 14-12-2007




Os produtores de soja de Mato Grosso lançaram ontem em Bali, na Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP-13), um projeto que tem como meta preservar mais de 2 milhões de hectares em reservas legais e áreas de preservação permanente em Mato Grosso.

Denominado Soja + Verde, o projeto foi elaborado pela Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso (Aprosoja), Secretaria de Estado de Meio Ambiente de Mato Grosso e The Nature Conservancy (TNC). Segundo o presidente da Aprosoja Glauber Silveira, o objetivo da ação é assegurar a produção sustentável da soja em Mato Grosso por meio da regularização ambiental das propriedades rurais.

Atualmente, 35% das propriedades já estão cadastradas. O objetivo é que nos próximos quatro anos este número dobre, atingindo pelo menos 70% das propriedades no Estado.
Para tanto, será necessária a formação de um fundo com US$ 15 milhões para a elaboração do cadastramento e atualização das bases de dados georreferenciais. Os sojicultores anunciaram que entrarão com US$ 1 milhão e a TNC com US$ 1 para cada US$ 10 arrecadado.

Agora, Aprosoja e TNC vão buscar parceiros para investir no projeto.
O projeto da Aprosoja com a TNC e o governo de Mato Grosso é uma das primeiras ações da organização não-governamental Ação Verde, composta por líderes de associações como a Aprosoja, Fiemt, Famato, Acrimat, Ampa, Sindalcool, Sincremat e Cipen.
Para Mauro Mendes, presidente da Ação Verde e da Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso, a idéia dos empresários é uma iniciativa setorial visando à conformidade ambiental na produção de grãos. "Queremos continuar produzido alimentos, com respeito às leis e às práticas ambientais", disse Mendes.



Fonte: Folha MT