Notícias


Mercado já contratou 1 bilhão de litros de etanol

Publicada em 18-10-2007



Faltando seis meses para o fim da safra de cana-de-açúcar, o Brasil já tem contratados 1 bilhão de litros de álcool para a entrega até abril de 2008. Com os Com 1,7 bilhão de litros de etanol já embarcados entre abril e setembro está quase garantida a meta de exportação de 3 bilhões de litros nesta safra - volume inferior aos 3,4 bilhões da safra passada.


De acordo com levantamento da Bioagência, os principais mercados desses contratos são o europeu, o africano e o mexicano, além do asiático, com maior volume de álcool industrial. "Estima-se que os preços negociados estejam US$ 150 por metro cúbico (m3) acima dos valores pagos para entrega nos Estados Unidos", diz Tarcilo Rodrigues, diretor da Bioagência. Atualmente, o m está sendo negociado no mercado americano a US$ 280 (posto no porto), valor abaixo da média da safra. Segundo a União das Indústrias de Cana-de-açúcar (Unica), entre abril e setembro, o valor médio do m do etanol exportado foi de US$ 404,55, 18,5% inferior ao mesmo período da safra passada. Convertendo em reais, 27% menor - de R$ 788 por mante aos R$ 1,080 mil por m. O câmbio é apontado como principal fator para esta diferença.


Produção menor:


Sem chuvas há 60 dias, as áreas canavieiras do Centro Sul do País terão no próximo ano produtividade 5% menor em, pelo menos, metade da área, segundo anúncio feito ontem pela Unica. A estimativa, que reflete a estiagem ocorrida até agora, representa uma perda de cerca de 12 milhões de toneladas. "Não teremos produção menor, pois a área colhida crescerá. Mas o desempenho já está comprometido", diz Antônio de Pádua Rodrigues, diretor técnico da instituição.


Para os especialistas, Júlio Maria Borges, da JOB Consultoria, e Mário Silveira, da FCStone, ainda é cedo para especular sobre quebra de produtividade na próxima safra. Na atual, a Unica confirmou a moagem de 415 milhões de toneladas (ante as 420 milhões da primeira estimativa do ano, em abril). Com isso, a expectativa é de uma produção de álcool de 18,8 bilhões de litros (16% maior) e de 25,1 milhões de toneladas de açúcar (-2,8%).



Fonte: Folha MT